domingo, 30 de novembro de 2008

O que tem o dito cujo a ver com as calças?

Há por aí umas quantas pessoas que consumem certas substâncias, para entrarem noutra dimensão, e ainda gastam dinheiro com isso. Não devem saber que, para atingir tal meta, basta passar os olhos pelo Correio dos Açores, onde até a publicidade nos leva para universos paralelos. E nem precisamos de ir além da primeira página do CA de hoje, para vermos um anúncio de uma loja de roupa que "concede 10% de desconto aos seus estimados clientes (quer tenham carro quer não)" (sublinhado meu). É pena não esclarecerem se o desconto também válido para clientes que tenham ou não dedais em casa.

sábado, 29 de novembro de 2008

Injustiças

O AO trouxe ontem para a manchete o julgamento de um traficante de droga que recebe mais de 900 euros por mês de rendimento mínimo. Há por aí tanta gente que critica os beneficiários deste rendimento por não trabalharem nem fazerem mais nada, por isso penso que é uma tremenda injustiça que se esteja a julgar este beneficiário, que revelou uma grande capacidade de iniciativa e uma ainda maior perspicácia para abraçar negócios de elevada rentabilidade.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Eu, não, gosto, de, soupa, de, couves

Hoje passou-me pela cabeça que ter uma etiqueta aplicada a um só post não é estético, por isso fui-lhe arranjar companhia. Atirei-me ao convite para a abertura do "novo" Centro Comercial Solmar (mudou de nome, se não me engano) e deparei-me com isto:

O Solmar Avenida Center, dá-lhe a possibilidade de usufruir (...) de um desconto.

Será que este "nóvel" empreendimento não tem por lá ninguém, levemente instruído na revisão de textos, que soubesse uma coisinha ou outra mais ou menos básica de Português, como não colocar uma vírgula entre o sujeito e o predicado?

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Hoje é segunda-feira :) VI - Uma vizinhança de aniversários

Interroga-me Maninha, em comentário a este post, se não tenho solução para problemas com os vizinhos de cima. Coincidência das coincidências, hoje é segunda-feira, há algum tempo que não me debruço sobre temas deste quilate e, acima de tudo, faz hoje dois anos que ela bloga. Passei todos estes ingredientes pelo passevit, distorci uma foto da própria Maninha e saíram-me as palavras abaixo.



O vizinho de cima não respeitador do próximo é um espécime que, por natureza, substituiu a sua reduzida inteligência e ainda menor bom senso pelo número do seu andar: “Eu moro no 35.º andar, seu estafermo do 34.º!” São considerações assaz indelicadas, mas que estou certo que rapidamente desaparecerão, caso sejam tomadas algumas providências.

É provável que tal vizinho abra a caixa de correio ao chegar a casa, pelo que lá deverá encontrar uma embalagem com xarope para a tosse, mas que diga em letras gordas “Removedor de Cola”. Depois avançamos com a nossa generosidade e melhoramos o tapete que a criatura tem à porta (ou arranjamos um tapete à medida, caso o dito cujo não use tal apetrecho). E as melhoras passam por ensopá-lo (ao tapete, entenda-se) em cola ultra aderente.

Se se tratar de um casal, podemos ainda promover a concórdia matrimonial. Basta afixarmos na porta uma folha de papel em que esteja escrito algo como: “A cola é uma coisa chata, mas andares a trair-me é bem pior!”

Espero que estas minhas considerações contribuam para que o vizinho mude, pelo menos, de casa... e de cônjuge se achar que tal é pertinente.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Portanto, em Inglês fica logo bom

Com o alto patrocínio de Tia Bertinha, foi inaugurada uma pista de gelo artificial no Campo de S. Francisco. Para a coisa ser em grande, arranjaram-lhe um nome em Inglês: "Ponta Delgada On Ice". Como "ice", em Inglês, também pode ser um termo do calão para um tipo de droga, o nome do evento pode muito bem ter uma tradução portuguesa como "Ponta Delgada na Droga". Parece-me bem.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

As tentações de alguns padres

No discurso de tomada de posse, Carlos César disse que "a mudança não é uma expiação, pelo que o Governo nunca deve hesitar em mudar e inovar tantas vezes quantas forem precisas". Ao não querer expiar os seus pecados, o presidente do governo frustrou as expectativas de uns quantos padres que cobiçavam um lugar de assessor no novo gabinente presidencial.

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Se fala assim, só pode ser aquilo

D. Duarte esteve esta tarde no Livramento, onde interveio na inauguração de umas ruas. Quando se aperceberam das suas dificuldades de discurso, muitos populares foram-lhe pedir um autógrafo, pois pensavam que se tratava de um jogador de futebol.

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Eu também queria

Ti Carlins já divulgou a lista dos premiados com uma secretaria regional no novo governo. Há quem se tenha congratulado pela criação de dois novos tachos, perdão, de duas novas secretarias regionais, mas, ainda assim, acho um escândalo que não se tenha criado a Secretaria Regional da Meteorologia Não Necessariamente Profissional.

terça-feira, 11 de novembro de 2008

A formação é a base do sucesso

A PJ informa que, nos Açores, a "impressão das notas [falsas] é descontínua e de fraca qualidade". Julgo que isto é uma prova inequívoca de que as escolas profissionais necessitam de diversificar a oferta de cursos, para que a região não faça má figura em certas áreas.

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Olé barcos olé

Diz-se por aí que há mais uma bronca com a construção do primeiro dos dois novos barcos para o transporte de passageiros inter-ilhas. Em entrevista à RTP-A, o presidente do estaleiro responsável pela construção disse que não teria havido problema se o projecto tivesse sido "ultra bem feito" e que está "ultra convencido" de que a coisa se vai resolver. Com este discurdo, e para garantir que o barco não atrase mais, creio que o dito presidente vai criar uma claque de apoio aos trabalhadores do estaleiro, os Ultra Jangadas.

terça-feira, 4 de novembro de 2008

O eleitor é um fingidor

O Consulado Americano está a promover hoje uma votação a fingir no Parque Atlântico, onde os açorianos podem expressar a sua preferência por McCain ou Obama. E, pelo que diz a RTP-A, têm sido muitas as pessoas que já depositaram o seu voto. Se as coisas continuarem assim, é bem possível que esta votação a fingir tenha uma menor abstenção do que a votação a sério do passado dia 19 de Outubro.

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Vou vender-lhes uma casota de cão

Há pela cidade de Ponta Delgada uns quantos anúncios de uma imobiliária americana interessada na compra propriedades. São anúncios simples: uma folha A4 branca plastificada com uns dizeres escritos a preto. É coisa para passar despercebida, pois talvez queiram angariar clientes sem que alguém se lembre de colocar no Google o nome da imobiliária (JPS Investments Group) e depois descubra notícias como esta.