terça-feira, 4 de março de 2008

Interesses obscuros

No julgamento do processo relativo ao desvio de 150 mil euros do Santa Clara, a testemunha Luciano Melo afirmou, em tribunal, que o suspeito Pedro Castanheira lhe disse que tinha usado o dinheiro não para pagar o passe de um jogador, como era suposto, mas em outros assuntos do interesse do clube. Como não se especificou que interesses eram esses, suspeito que o Santa Clara também tenha andando no mercado a adquirir “café com leite”, “rebuçadinhos”, “chocolatinhos” e “fruta de dormir”. Agora, a avaliar pelos resultados da equipa de futebol, de certeza que não foram os árbitros que degustaram tais “iguarias”.

Sem comentários: