quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Proteccionismo económico

Professores, alunos, encarregados de educação e derivados estão contra a redução das férias da Páscoa para 5 dias úteis, estando mesmo a circular um abaixo-assinado contra a medida. O Secretário Regional da Educação já reagiu, dizendo que férias mais longas colocariam em perigo a estabilidade financeira dos dealers que atacam nas redondezas das escolas.

Sem comentários: