segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

Finalmente!

Ando eu para aqui a narrar os delírios, alucinações, desvarios e desatinos que me passam pela cabeça e ainda não tinha sido insultado como deve ser. Uma tal de Raquel Soares deu por isso e resolveu por fim a esta injustiça. É verdade que tal já foi há quatro meses, mas também ela resolveu deixar as suas considerações numa posta de pescada que, na altura, já contava com seis meses de vida. Para que tal prosa não fique perdida pela morgue aqui do estaminé, dou o devido destaque ao que de sublime foi por lá dito, deixando de seguida os meus agradecimentos a cada frase.
logo se vê que vc é um bronco!
“Bronco” é aceitável como insulto, mas esperava algo de mais poderoso. Raquel Soares, força, você consegue!
falam-se das coisas quando se está por dentro delas!
Se eu fizesse isso, como é que ficava a extrema desonestidade intelectual que caracteriza esta lixeira? Imploro que me sugira outra coisa. Vá lá, por favor.
E PELOS VISTOS VC NÃO ESTÁ!
Amei estas maiúsculas. A agressividade que elas transmitem enche-me de pele de galinha. O que tenho de fazer para você ser sempre assim violenta comigo? Faço tudo e ainda lhe pago.

Respeitosos cumprimentos deste seu admirador.

1 comentário:

Anónimo disse...

Para quando mais um post acerca do Poeta Rui Ferreira?